Escritos de Rafael Perfeito

quarta-feira, 20 de abril de 2011

A Concha



Como o barulho das ondas a bater na areia e da espuma a dissipar-se, eu, concha aos ouvidos seus, deposito palavras, grande e poderoso como o oceano.
Beijo suas orelhas, puxando seus sentidos tal qual correnteza a levar pro mar incautos banhistas bêbados.
Como a água de Ipanema nos corpos das garotas sob sol escaldante, melo-te com a poluiçao de meus pensamentos!


3 comentários:

  1. ... Poxa, queria um desses pra mim, nem q fosse por um breve momento.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Rafael
    Fechei o blogger e passei para o wordpress (http://iguanalunar.wordpress.com/). Continuo sem inspiração, só escrevendo aquelas besteiras de sempre.

    Vc tem gtalk? Bjo

    ResponderExcluir

Vocifere!